SOBRE

São os poderes de uma planta brasileira, das mais cheias de brasilidades, o que inspira e dá nome à marca O Jambu. É a diversidade da flora deste país o que guia a sua missão: oferecer bolsas e mochilas para todxs! E, se a planta homônima tem o poder de adormecer freneticamente os lábios de quem a experimenta, o que nos impulsiona é a possibilidade de oferecer uma experiência sinestésica aos nossos clientes.

Manifesto

Amamos corações, almas e vibrações diversas, e isso faz com que nossas influências também sejam fortemente atreladas ao contexto urbano e às suas manifestações culturais. Guiados pela liberdade inerente à própria existência, provemos ao consumidor os meios para ir aonde queira, resgatando também a sua memória afetiva, a qual está envolta de paladares, de aromas, de tatos, de imagens, enfim, de sensações, de sentimentos. Vibramos os valores cosmopolitas, mas corações e mentes se mantêm enraizados nas nossas origens nortistas. É essa mistura o que melhor define a alma d’O Jambu.

QUEM FAZ

A miscelânea do O Jambu não vem por acaso: Carol Maqui, diretora criativa e sócia da marca, é norte-mineira, e seu sócio, Swami Cabral, é paraense. Assim nasce o design da marca, ambientada em Belo Horizonte, que se alimenta das memórias, das vivencias atuais, das almas e dos valores de seus criadores. Tudo modelado pelo Agostinho Neto, que trabalha a 11 anos junto a Carol desenvolvendo e aprimorando técnicas sob matérias primas sem pele animal.

SOBRE

São os poderes de uma planta brasileira, das mais cheias de brasilidades, o que inspira e dá nome à marca O Jambu. É a diversidade da flora deste país o que guia a sua missão: oferecer bolsas e mochilas para todxs! E, se a planta homônima tem o poder de adormecer freneticamente os lábios de quem a experimenta, o que nos impulsiona é a possibilidade de oferecer uma experiência sinestésica aos nossos clientes.

Manifesto

Amamos corações, almas e vibrações diversas, e isso faz com que nossas influências também sejam fortemente atreladas ao contexto urbano e às suas manifestações culturais. Guiados pela liberdade inerente à própria existência, provemos ao consumidor os meios para ir aonde queira, resgatando também a sua memória afetiva, a qual está envolta de paladares, de aromas, de tatos, de imagens, enfim, de sensações, de sentimentos. Vibramos os valores cosmopolitas, mas corações e mentes se mantêm enraizados nas nossas origens nortistas. É essa mistura o que melhor define a alma d’O Jambu.

QUEM FAZ

A miscelânea do O Jambu não vem por acaso: Carol Maqui, diretora criativa e sócia da marca, é norte-mineira, e seu sócio, Swami Cabral, é paraense. Assim nasce o design da marca, ambientada em Belo Horizonte, que se alimenta das memórias, das vivencias atuais, das almas e dos valores de seus criadores. Tudo modelado pelo Agostinho Neto, que trabalha a 11 anos junto a Carol desenvolvendo e aprimorando técnicas sob matérias primas sem pele animal.